FOOD TRUCK: COMIDA BOA, RÁPIDA E PERIGOSA?

de / quarta-feira, 07 dezembro 2016 / Publicado emArtigos, Importantes para você

Você já deve ter experimentado uma comida de food truck. Nova mania nacional, as comidinhas, lanches e petiscos servidos nessa espécie de “mini-caminhão” caíram no gosto das pessoas que buscam uma alternativa barata para a saída do final de semana. Já é comum eventos como shows e apresentações contarem com a presença do food truck, como forma de atrair consumidores e dar um ar “descolado” ao acontecimento. Contudo, nota-se uma certa displicência em relação à limpeza e higiene dessas cozinhas ambulantes, o que significa perigo para aqueles que compram seus pratos.

Antes de mais nada, o food truck é um negócio, ou seja, é necessário abrir uma empresa para poder servir comida pelas ruas das cidades, sendo assim, como toda empresa que manipula alimentos, ele deve estar de acordo com as regras da ANVISA em relação à limpeza e higiene:

  • a cozinha deve estar limpa e organizada;
  • os alimentos devem estar em condições ideais de conservação;
  • os manipuladores devem usar luvas, toucas e lavar as mãos constantemente (com água e sabão e secar com papel toalha);
  • os produtos de limpeza (detergentes, desinfetantes, desincrostantes) devem estar armazenados longe dos alimentos.

Agora, vamos falar a verdade: você analisou tudo isso na hora de comprar a comidinha? Claro, também não podemos garantir que tudo isso esteja sendo feito na cozinha de um restaurante renomado, mas é certo que um ambiente fechado e climatizado (diferente do food truck) diminui a probabilidade de contaminação. O food truck funciona a céu aberto, nas ruas, em meio à multidão e parques onde circulam animais, inclusive, e os manipuladores contam com menos opções para uma higienização pessoal adequada, ou seja, o alimento acaba tendo muito mais contato com possíveis agentes que podem causar doenças. Todo cuidado é pouco.

A revista Proteste de Agosto de 2016 traz uma reportagem justamente sobre as condições encontradas em alguns food trucks na cidade de São Paulo, e a realidade é de perigo. Alimentos em má conservação, falta de higiene e instalações elétricas inadequadas foram alguns dos cenários encontrados, o que pode tornar o passeio um pesadelo. Em uma rápida busca pela web é possível encontrar documentos e blogs que falam a respeito da necessidade de melhorar a fiscalização sobre a limpeza e a higiene do food truck, para que seja possível continuar oferecendo opções gostosas e baratas sem perigo para os consumidores.

Culturalmente, o food truck é uma evolução e um movimento que mostra que é possível consumir gastronomia com preços baixos, pois muitos trucks oferecem pratos renomados e alguns chefs conhecidos já se mostraram entusiastas dessa nova onda, inclusive, participando de eventos específicos. Economicamente, ele se tornou uma opção para quem sonhava em abrir o próprio negócio com investimento baixo e retorno satisfatório, especialmente aqueles que já colocavam a mão na massa em casa. Em resumo, é uma boa tanto para quem abre o negócio como para quem consome.

Participe, mas cobre dos trucks limpeza e higiene que garantam que você volte várias vezes.

 

 

FONTES:

https://ovigilantesanitario.files.wordpress.com/2015/12/cartilha-sobre-boas-prc3a1ticas-para-o-manipulador-de-food-truck-i.pdf

http://www.marketingnutricional.com.br/blog_thiagogiacopetti9.html

Revista Proteste Agosto 2016 páginas 10-14

Subir